Custóias: "Administração da ULS mostrou-se disponível"

Solução do centro de Saúde pode estar à vista

 

Para além da aprovação pela maioria das Contas de Gerência e do Relatório de actividades de 2003 a Assembleia de Freguesia da Vila de Custóias ficou marcada, mais uma vez, pela discussão sobre o Centro de Saúde para a freguesia. No período antes da ordem do dia e depois de já terem tocado no assunto Vítor Sousa, deputado do PSD informa que de acordo com uma conversa com Nuno Morujão "a Unidade Local de Saúde (ULS) está disponível para avançar com uma solução que sirva os interiores das freguesias de Custóias e Leça do Balio". E adianta: "é preferível um centro de saúde que sirva as duas que nenhum, pois estamos a falar de saúde e Custóias merece ter um serviço melhor".

 

O deputado do PSD lança o repto ao presidente da junta de dar o primeiro passo com a ajuda de todos e de falar com o Conselho de Administração da ULS. Porém, José Tunes confessa desconhecer tal proposta e garante que não vai tomar a decisão de falar primeiro ficando a aguardar. "Se o fizesse era estar a abdicar do Centro de Saúde aqui em Custóias e entregá-lo humildemente". Depois desta decisão Vítor Sousa garante que "A coligação Matosinhos Melhor vai avançar com a solução do problema e iremos fazer tudo o que está ao nosso alcance para que Custóias tenha um Centro de Saúde. Não interessa onde fica, mas sim que sirva a população". Adiantando referindo a possibilidade de convocar os presidentes de junta de Custóias e Leça do Balio para uma reunião com a administração na presença da coligação Matosinhos Melhor.

 

Eduardo Pena, da CDU chamou a atenção para a não conclusão do saneamento da Rua da Cal, degradação do WC e referiu a questão da ligação da Rua Teixeira Lopes. José Tunes comunicou que o saneamento da Rua da Cal terminou na linha Porto-Trofa "com o compromisso de que a Metro faça o resto". Quanto ao WC o presidente garante que tem gasto muito na reparação devido às constantes destruições e no que toca à Teixeira Lopes salienta que "está em stand-by e há um problema com expropriação de terrenos".

 

A constante degradação e não utilização do posto da GNR esteve em discussão, ao que José Tunes continua a afirmar que tem feito todas as reivindicações e que este atraso se deve a outras entidades. A alteração das taxas e licenças a cobrar pela junta foi aprovada com nove votos favoráveis e quatro abstenções.

 

Buraco perigoso

 

A nossa redacção foi alertada, por um leitor, da existência de um perigoso buraco de dimensões elevadas na Rua Luís Freitas Branco, em Custóias. Situação tal que já se arrasta há mais de um mês e que coloca em perigo todos os cidadãos que lá passam. Segundo apuramos existe um infantário por perto o que obriga a que dezenas de pessoas passem lá diariamente. Contactado o presidente da junta, José Tunes garante que a prancha que lá foi colocada não foi iniciativa da junta de freguesia. "Algum morador a colocou lá", acrescenta adiantando que se trata de uma obra da Câmara Municipal de Matosinhos. José Tunes confessa que já pediu uma vedação para o local, para que ninguém tenha acesso. No entanto, ainda está tudo na mesma.

 

 

Por: Natércia Ribeiro in Matosinhos Hoje edição de 05-05-04

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003