Padroense: Grande entusiasmo nas comemorações da subida de divisão

Piso sintético a caminho

 

O Padroense vive um momento muito especial da sua história. Aos 82 anos, o clube garantiu pela primeira vez o acesso à III Divisão Nacional e para assinalar tamanha proeza, a Direcção liderada por Germano Pinho promoveu um jantar festivo, que decorreu no passado sábado no Salão Paroquial da Igreja do Padrão da Légua.

 

O presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Narciso Miranda, marcou presença no evento e deu luz verde para a colocação do piso sintético no actual campo de treinos. Uma euforia controlada. A noite juntou mais de 500 pessoas, registando-se, para além do plantel, equipa técnica e restantes elementos do departamento de futebol sénior e dirigentes do clube, a presença de Narciso Miranda, líder da autarquia de Matosinhos, e os quatro presidentes da Junta de Freguesia, designadamente José Tunes (Custóias), Francisco Araújo (Leça Balio), Moutinho Mendes (S. Mamede Infesta) e Sérgio Viterbo (Senhora da Hora). José Manuel Teixeira e Guilherme Pinto, em representação do Leixões, António Rijo, vereador do desporto, dirigentes da Associação de Futebol do Porto e representantes do F.C. Porto também não faltaram à cerimónia.

 

Após o repasto, Germano Pinho, líder do clube, iniciou o período de discursos, traçando um retracto da temporada de todos os sonhos do emblema do Padrão da Légua: “Não sei quantas pessoas acreditariam neste êxito, mas acreditei sempre desde o começo. Os dirigentes têm de ser os primeiros a transmitir ao grupo que é possível ter sucesso. No dia da subida, antes que nos felicitassem, foi o próprio clube que enviou um fax a Narciso Miranda, endereçando-lhe os parabéns. Tem sido um presidente amigo e atento. As autarquias não devem ser o Multibanco dos clubes. Agora, no que diz respeito ao melhoramento das infra-estruturas, nunca tivemos uma resposta negativa da Câmara”.

 

O líder do clube traçou uma visão sobre o futuro e pediu paciência à massa associativa: “Que ninguém estremeça ao primeiro abanão. Os dirigentes também têm que ser os primeiros a ter calma. Neste êxito, devemos agradecer a colaboração do Leixões. Os jogadores que vieram reforçaram o grupo de trabalho. Aliás, não vejo nenhuma razão para não alargar o protocolo. A ligação que temos com o F.C. Porto também tem sido muito importante para ambas as partes”, salientou, convicto.

 

A seguir, Narciso Miranda destacou o nível elevado que o clube atingiu num curto espaço de tempo e abordou o processo relativamente à colocação do piso sintético no actual campo de treinos da equipa sénior: “Há planos que não se podem passar à frente. Estamos empenhados na construção de um campo novo para o Custóias, são precisas novas instalações para o Leça Balio e o Perafita também vai receber piso sintético. Vocês querem o sintético já, eu quero para o ano. Podem fazer como o Senhora da Hora. Avançam já, mas só recebem para o ano”, adiantou, numa declaração que originou uma das maiores ovações da noite. Após escutar as palavras de Narciso Miranda, Germano Pinho confirmou que o piso sintético vai arrancar já este ano. Tudo rola sobre rodas no Padrão da Légua.

 

 

Por: Arnaldo Martins in Matosinhos Hoje edição de 19-05-04

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003