Alunos terminam o ano lectivo em festa

Jogos assinalam fim de aulas

 

Para assinalar o final do ano lectivo 2003/04 e a chegada do período de férias, as Associações de Pais do Agrupamento Vertical de Custóias, constituído pelas escolas de Gatões e Santiago de Custóias, proporcionaram mais uma manhã diferente a todos os alunos das escolas básicas e jardins-de-infância custoienses e seus respectivos pais. A festa decorreu no Parque Público de S. Mamede de Infesta onde foi visível a alegria das crianças ao participarem no torneio de futebol e nos diversos jogos tradicionais.

 

Saltos, corridas, gritos e risos estampados nos rostos foi o cenário que se pode observar na passada manhã de sábado. Grande interesse despertou o torneio de futebol. Modalidade preferida da maior parte das crianças e coincidindo numa altura em que o futebol está em alta com a realização do Campeonato da Europa avivando as atenções dos alunos. De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Associação de Pais da Escola de Santiago de Custóias esta é uma iniciativa cujo objectivo é juntar as crianças com os pais numa festa só. "Apesar da tradicional festa que os alunos têm na escola as Associações de Pais também gostam de o fazer para assim assinalar o final de mais um ano lectivo", confessa Pedro Guimarães.

 

Os jogos tradicionais foram organizados pelos escuteiros de Santa Cruz do Bispo. As andas, o jogo da colher com a batata na boca e o arco foram alguns dos jogos entre outros disputados pelos jovens. Jogos, esses, que se destinavam aos mais pequenos, mas pelo seu interesse espevitaram a participação de todos os alunos. No final fizeram um piquenique no jardim onde mais uma vez se juntaram todos os pais e crianças para um momento de convívio. "Já é nosso costume organizar eventos onde juntamos a comunidade educativa", garante o presidente da Associação de Pais acrescentando que a adesão andou na ordem dos 50 por cento, "mas nunca é o que queríamos: a totalidade dos alunos". Uma garantia de Pedro Guimarães é que estas festas são para preservar e repetir sempre que possível. "Para o ano repetiremos", conta.

 

 

Por: Natércia Ribeiro in Matosinhos Hoje edição de 22-06-04

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003