Narciso Miranda calendariza projectos

Inaugurações a rodos

 

O presidente da Câmara de Matosinhos apresentou ontem a calendarização dos projectos que serão concluídos até ao final do corrente mandato. Em 14 meses, Narciso Miranda compromete-se a fazer 73 inaugurações que correspondem a um investimento de 85 milhões de euros.

 

A Câmara Municipal de Matosinhos irá concluir, durante os próximos 14 meses que restam para o fim do actual mandato de Narciso Miranda, 73 projectos concretos, o que corresponde a uma média de uma inauguração por semana e a um investimento global de quase 85 milhões de euros.

 

Em conferência de imprensa, o presidente da autarquia adiantou ainda que irá participar em 80 iniciativas de carácter imaterial relacionadas com as áreas da educação, saúde, cultura, toxicodependência, juventude e acção social.

 

“Matosinhos tem de assumir um lugar e um papel neste vasto território, designadamente na Área Metropolitana do Porto”, advogou o autarca, fazendo referência ao Porto de Leixões, à Exponor e à proximidade com o Aeroporto Francisco Sá Carneiro como marcas de grande relevo para a importância e ambição do concelho. Neste sentido, frisou que a câmara continua a apostar na construção do Itinerário Complementar (IP) 4 que atravessará Matosinhos, Senhora da Hora, Guifões, Custóias, Leça do Balio e S. Mamede de Infesta, bem como na ligação entre o Nó do Aeroporto e Custóias. Outra via estruturante para o município é a do Porto de Leixões que segundo Narciso Miranda irá “retirar tráfego ao Porto de Leixões, fechando os portões virados para a cidade”. A autarquia pretende ainda reformular o Itinerário Complementar (IC) 1 - desatando os nós de cruzamento com a Circunvalação e da AEP - e alargar e criar mais mobilidade na Via Norte que rasga o concelho.

 

Ainda no que se refere à mobilidade, Narciso Miranda salientou que não irá “desistir” da ligação do Metro entre a Sra. da Hora e o Hospital de S. João.

 

Marginal de Leça

 

Entre os inúmeros projectos que a autarquia de Matosinhos se compromete a realizar até ao final de 2005, está a conclusão das obras na marginal de Leça que arrancaram no passado mês de Abril. Narciso Miranda aguarda pela entrega do projecto da 2.ª fase que pertence a Siza Vieira e António Madureira. “No dia seguinte a entregarem-me o documento, será aberto o concurso público”, assumiu o presidente da autarquia matosinhense. A Marginal de Matosinhos Sul também sofrerá um reforço em termos de equipamentos como forma de potenciar o turismo cultural e lúdico. Outro dos projectos que Narciso Miranda acredita ver concretizado é o Museu Nacional de Arquitectura que para o autarca tem de localizar-se em Matosinhos e ser uma justa homenagem a Siza Vieira.

 

No prazo de um ano será também aprovado o novo Plano Director Municipal de Matosinhos. Narciso Miranda concretizou que aquele documento irá definir um concelho “mais exigente, conquistando mais áreas para equipamentos e zonas verdes”. “Chega de betão armado”, exclamou o autarca, garantindo que será “restringido o crescimento da densificação urbana”.

 


 

Possível recandidatura

 

Embora não tenha afirmado claramente que será recandidato à Câmara de Matosinhos nas próximas autárquicas, Narciso Miranda deixou antever esta intenção. “Quando formos a eleições tenho que levar já um projecto rico e consolidado”, afirmou. Mas até lá, o autarca compromete-se ainda a entregar mais 492 casas a famílias carenciadas, iniciativa que irá acontecer ainda em 2004. Narciso consubstanciou-se em recentes estudos efectuados pelo Instituto Nacional de Estatística para salientar que se concluiu que “Matosinhos foi o concelho que mais progrediu na área social e onde maior recuperação se fez deste ponto de vista”. Apesar dos cortes orçamentais vigentes, “não desistimos e não é por acaso que esta câmara é gerida pelo PS e está a construir duas casas por dia”. “O esforço financeiro da autarquia na habitação social é verdadeiramente notável”, declarou, adiantando que o investimento foi encetado na reabilitação (8 milhões de euros), novas habitações prontas ou em fase de acabamento (28 milhões de euros), habitações em concurso (14 milhões de euros) e equipamentos sociais (2 milhões de euros).

 

O autarca salientou que “o retorno do investimento efectuado é muito mais significativo que a mera aritmética dos números”, acrescentando que “já estamos com as políticas de habitação de 3.ª geração”. Assim, até ao final do próximo mês de Agosto está terminada a requalificação do Bairro da Biquinha com 703 fogos e o complexo habitacional na Senhora da Hora com 56 fogos. Em Setembro fica pronto o bairro de Perafita (Ribeiras) com 83 fogos e em Novembro o de S. Mamede Infesta com 106 habitações. Em Dezembro é inaugurado o complexo habitacional de Matosinhos (Seara) com 132 casas e em Agosto de 2005 o Bairro de Leça da Palmeira com 108 fogos.

 


 

Investimentos 2004

 

Agosto – Renovação de infra-estruturas de saneamento básico em Sta. Cruz do Bispo

– Reforço da capacidade de reserva de água para abastecimento doméstico da cidade

 

Setembro – Relvados sintéticos para o Padroense Futebol Clube e Perafita Futebol Clube

– Remodelação do parque de jogos do Lusitanos de Sta. Cruz do Bispo e do Pavilhão Siza Vieira do Leixões Sport Clube

– Renovação e infra-estruturas de saneamento básico em Lavra

 

Outubro – Centro Social do Araújo em Leça do Balio

– Renovação de infra-estruturas de saneamento na Sra. da Hora

– Centro Comunitário dos complexos habitacionais de Perafita

 

Novembro – Recuperação da Ponte de Custóias

– Desodorização da ETAR

 

2005

Janeiro – Centro para 3.ª idade em Sta. Cruz do Bispo

– Casa Abrigo para mulheres mal tratadas

 

Fevereiro – Nova biblioteca municipal Florbela Espanca

– Ligação de Perafita-Lavra (IC 1 - troço Silva Aroso)

 

Março – Centro de Documentação e Monitorização Ambiental

– Construção de novas áreas ajardinadas em todo o concelho (180 jardins com cerca de 100 hectares)

 

Abril – Centro de Dia de Guifões

 

Maio – Monumento ao Pescador na Praia de Matosinhos

 

Junho – Via de ligação dos nós de Freixieiro e Gonçalves (Matosinhos-Leça da Palmeira-Sta.Cruz do Bispo-Perafita)

– Pavilhão polidesportivo em Leça da Palmeira

 

Julho – Nova marginal Leça da Palmeira

 

Agosto – Variante à Rua D. Nuno Álvares Pereira - eixo Norte Sul - troço de ligação da Av. Maria II ao IP 4 em Matosinhos

 

Setembro – Construção da nova piscina da Sra. da Hora

 

Outubro – Galerias municipais para exposições

E.V.

 

 

Por: Eduarda Vasconcelos in O Primeiro de Janeiro edição de 30-07-04

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003