José Tunes tudo fará para que a tradição nunca acabe

Homenagem ao S. Tiago de Custóias

 

As festas em honra do S. Tiago de Custóias estão à porta. De 17 a 26 de Julho a freguesia de Custóias estará em festa e as suas ruas serão alvo de visitas constantes. Umas festas que já se realizam há dezenas de anos e, de acordo com o presidente da Junta, José Tunes, são consideradas uma das maiores festas do concelho de Matosinhos. Trata-se de uma comemoração que todos os anos, devido à sua qualidade, atrai centenas de pessoas à freguesia.

 

Como todas as festividades que se fazem por este país fora, passam dificuldades. José Tunes confessa que há anos melhores e anos piores. “Há anos que a comissão tem mais dificuldades em angariar fundos para a sua realização, mas de alguma maneira têm sido realizadas todos os anos”, acrescenta. Relativamente aos apoios a junta de freguesia apoia a comissão na logística, cedendo instalações para as festas, inclusive o largo do souto para os espectáculos. No entanto, José Tunes garante que “há sempre dificuldades na medida em que as comissões de festas são ambiciosas e tentam sempre fazer mais e melhor que anos anteriores”.

 

Quanto ao programa durante os dez dias em honra de S. Tiago o presidente da Junta custoiense admite que se trata de um programa vasto e recheado. Desde folclore aos vários grupos figura de tudo um pouco. O programa inclui, ainda, as actividades religiosas, que são o ponto alto das festas. Destaque, ainda, para o fogo. Com a noção das dificuldades, o presidente de Junta garante que tudo tem feito e fará para que elas não acabem e sejam cada vez mais fortes.

 

Sabendo que os cidadãos de Custóias têm muita proximidade com o seu santo padroeiro e aderem bastante, José Tunes não deixa de convidar todos os custoienses a participar, nestas festas.

 

“Custóias esquecida”

 

Sobre a freguesia, José Tunes confessa que há algumas obras para sair e outras estão em projecto. “A obra emblemática para este mandato seria o Centro Cívico”, salienta o presidente da Junta acrescentando que apesar do projecto estar adiantado e ser uma promessa da Câmara, só acreditará quando o vir.

 

O saneamento na freguesia é uma matéria onde há muito a fazer. José Tunes adianta que a percentagem em falta é elevada. No que respeita a obras da responsabilidade da junta o destaque vai para os parques infantis e para os arranjos urbanísticos. Do mesmo já não fala quanto a obras da Câmara. José Tunes garante que nada foi feito. “Apesar de não querer admitir que Custóias está esquecida a realidade assim o demonstra”, refere o presidente.

 

Por outro lado, aguarda o arranjo no largo de Esposade, cuja obra já foi entregue, mas ainda não teve início, o levantamento da Rua da Fonte Velha, a criação de alternativa na Rua Teixeira Lopes. Ambiciona que o quartel da GNR seja ocupado o mais breve possível e que o Centro de Saúde para a freguesia seja uma realidade.

 

 

Por: Natércia Ribeiro  in Matosinhos Hoje edição de 14-07-04

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003