Esposade é o palco de inúmeras iniciativas

Custóias festeja Nossa Senhora das Dores

 

O lugar de Esposade, em Custóias, vai homenagear a sua padroeira, Nossa Senhora das Dores. Durante vários dias realizam-se várias iniciativas de onde se destacam o festival de folclore, no domingo, e a procissão que terá lugar no dia 19.

 

As festas de Nossa Senhora das Dores realizam-se há várias décadas. De acordo com a tradição, nos dias da romaria, as pessoas vinham até ao largo da capela e divertiam-se ao som de violas e concertinas.

 

Numa altura em que as festas eram muito concorridas, Esposade enchia-se de pessoas oriundas de vários pontos do concelho e até de outros municípios. A capela, em honra de Nossa Senhora das Dores, foi construída em 1737.

 

A romaria tem início no domingo com um festival de folclore, com as actuações do Rancho Típico de Esposade; do Grupo Juvenil e Infantil de Nogueira do Cravo, do concelho de Oliveira de Azeméis; do Grupo Folclórico da Casa do Povo de Silvares, de Fafe; do Rancho Folclórico «Os Camponeses da Raposa», de Almeirim; e do Rancho Folclórico de Verim, oriundos da Póvoa do Lanhoso.

 

Na sexta-feira, dia 17, depois da inauguração da iluminação, o conjunto Diapasão, sobe ao palco. As festas continuam um dia depois, com a entrada do grupo de Zés Pereiras da Trofa, pelas 9h00. À noite realiza-se a procissão das velas (21h00), e o espectáculo do agrupamento Potencial, pelas 22h00, seguido de um espectáculo pirotécnico. No dia 19 (domingo, o dia alto da romaria), as iniciativas começam às 8h00, com a entrada no recinto das festas, da Banda de Música de Cête (Paredes); pelas 11h00 celebra-se a homilia em honra de Nossa Senhora das Dores, acompanhada pelo Grupo Coral de Esposade.

 

Pelas 15h00 terá lugar a entrada da fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Leixões, que dará o mote para a grandiosa procissão em honra da padroeira que sai da capela às 17h00. O dia termina com a actuação do grupo Bandalusa (22h00).

 

As festas terminam no dia 20 com a actuação do duo José e Ana Malhoa, pelas 22h00, e uma sessão de fogo de artifício.

 

 

Por: N/D  in O Primeiro de Janeiro edição de 08-09-04

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003