Café Oceano, ponto de encontro de amigos.

 

Bom ambiente e uma decoração agradável é o que poderá encontrar no Café Oceano, há um ano e meio sob a gerência de Rui Silva. Frequentado por todas as idades, desde os mais jovens aos mais idosos, o Café Oceano tem vindo a destacar-se, não só pelos petiscos de fazer crescer água na boca, mas também pelo excelente relacionamento que mantém com os seus clientes.

 

Localizado em Custóias desde 1995, o Café Oceano encontrou uma lufada de ar fresco quando mudou de gerência, em Maio de 2005. Desde que Rui Silva se assumiu como timoneiro deste café, que a decoração do espaço sofreu “grandes alterações”. Anteriormente com um aspecto algo desleixado e descuidado, logo adquiriu novas feições e contornos. “O Café Oceano passou a ter um ambiente mais ameno, mais vocacionado para casais. Hoje possui uma decoração mais clássica e agradável para todos, desde os mais jovens até à terceira idade”, refere o sócio-gerente Rui Silva.

 

Bom ambiente e bons petiscos

 

Para além dos tradicionais produtos de cafetaria, o Café Oceano tem à disposição de quem quiser provar um rol de especialidades de comer e chorar por mais. Desde as pizzas, de tamanho generoso e preço económico, passando pelos cachorros normais e especiais, culminado na deliciosa francesinha, sendo este último o mais requisitado à noite e aos fins-de-semana. “É um prato que aconselho vivamente a provar”, sublinha o sócio-gerente. Apesar de sentir a crise económica que o país atravessa, pois tem assistido ao encerramento de várias empresas, Rui Silva não tem notado uma diminuição do número de clientes. O café continua a ser frequentado por diversas pessoas e inclusive a encher em dias de jogos de futebol, até porque, como afirma: “Eu não tenho clube cá dentro”. Frequentemente, esta casa é também palco de festas de aniversário, reservando o aniversariante muitas vezes o espaço para festejar. No que concerne à concorrência, Rui Silva é o primeiro a afirmar que existe um grande número de cafés. “Temos clientes que vão a outros lados, como existem clientes de outros cafés que também frequentam o nosso”, refere. O facto de abundarem os cafés na freguesia de Custóias não tem interferido com o Café Oceano, os preços não variam muito de casa para casa, existindo até uma relação de companheirismo entre os proprietários dos estabelecimentos. “Nós, empresários da área da hotelaria, relacionamo-nos de forma familiar, gostamos de conversar um pouco sobre o sector e analisar os pontos positivos e negativos”.

 

Mais do que clientes, amigos

 

Mais do que clientes, as pessoas que frequentam o Café Oceano são encaradas como amigos, “cem por cento amigos”, diz o nosso entrevistado, e continua, “aqui podemos conhecer o cliente somente há um ou dois dias, mas tentamos sempre pô-lo à vontade, fazendo-o sentir bem, como se estivesse em casa. Tentamos conversar com os clientes e agradá-los com o serviço”. Um ponto assente na filosofia do café, do qual Rui Silva faz questão e mantém desde o início.

 

No horizonte…

 

O lançamento do site do Café Oceano faz parte dos planos de Rui Silva. Neste site figurarão “imagens do interior e exterior da casa, dos funcionários e dos produtos que a casa fornece”, no fundo este será um espelho do bom ambiente que poderá encontrar nesta casa. O sócio-gerente inclui ainda nos seus projectos a médio prazo a instalação de um posto de acesso à Internet no café.

 

 

Por: ND in O Primeiro de Janeiro edição de 02-08-06

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003