Festa: Custóias apresenta símbolos heráldicos

Alegria e responsabilidade

 

Foi um dia de festa. Custóias fez, no passado sábado, a apresentação dos seus novos símbolos heráldicos. Com a elevação a vila, a sua bandeira passou a contar com quatro castelos. Um acto simbólico que confere a Custóias um novo estatuto no panorama nacional e que foi feito na véspera das comemorações dos 30 anos do 25 de Abril, ele próprio promotor do poder local democrático. José Tunes colocou o tom do seu discurso nas marcas da evolução de Custóias nas últimas décadas. "Obra, visão política e contributo decisivo de Narciso Miranda para esse desenvolvimento."

 

O autarca não esqueceu o papel dos seus antecessores na presidência da Junta de Freguesia para esse desenvolvimento. "Que melhor homenagem ao 25 de Abril do que este acto de todos juntos, louvar este acto em prol de Custóias." José Tunes referia-se ao facto de CDU e PS estarem os dois implicados nesta subida a vila. "A subida a vila vai nos dar mais responsabilidades e força para lutar pelo melhor para a nossa terra." O quartel da GNR, ainda fechado, foi logo alvo de referência. Tal como a opção deste Governo de deixar para trás o projecto de construção de um centro de saúde em Custóias. Mas, "os Custoienses não vão baixar os braços", reiterou.

 

Por seu lado, Honório Novo - autor do primeiro projecto-lei que entrou na Assembleia da República para a elevação de Custóias a vila - salientou que tudo isto "não caiu do céu aos trambolhões. É a resposta a um compromisso, a transformação de uma aspiração que me tinha sido transmitida pelas gentes de Custóias." Apesar do objectivo conseguido, o Deputado da Assembleia da República alertou que tal não resolve os problemas que a freguesia vem sentindo. "O estatuto de vila dá mais dignidade, mas responsabiliza os Custoienses para que se associem na dignificação e no seu desenvolvimento." O posto da GNR e o centro de saúde voltaram a ser referidos. Mas não os únicos da freguesia. A interioridade, a cobertura das paragens de autocarros e o saneamento são pequenas/grandes obras que mexem com a população e que ainda estão por conquistar. A construção do IP4 pode ser um grande impulsionador do desenvolvimento que se quer para Custóias. Honório Novo apelou à participação da sociedade civil nesta altura de discussão pública do traçado em pormenor. "Nenhum Custoienses se deve demitir desse dever."

 

Também presente esteve a deputada do PS da Assembleia da República Paula Cristina Duarte, que também apresentou a proposta para elevação de Custóias a vila, que reiterou o seu empenho para continuar a lutar para que a freguesia tenha o seu centro de saúde e o seu posto da GNR aberto. Por fim, Narciso Miranda que pegou nos símbolos heráldicos da freguesia e fez uma ponte simbólica entre o passado e o presente. Salientou também a evolução da freguesia e o muito que ainda há por fazer.

 

 

Por: Laura Vieira in Matosinhos Hoje edição de 28-04-04

 

 

Voltar atrás

 

Webmaster: Hugo Costa 2003